Pastor capelão Pinheiro recebe Título de Cidadão de Salvador

Hélio Ferreira fez proposição em reconhecimento ao trabalho social desenvolvido à frente da Academia de Capelania

Foto: Valdemiro Lopes

07/12/2017 - 20:03


Após 32 anos servindo à Polícia Militar da Bahia, o 1º tenente José Barros Pinheiro entrou na reserva e resolveu unir religião e educação para resgatar jovens em risco social. Assim, nasceu há quatro anos, a Academia de Capelania Pré-Militar do Brasil. Em reconhecimento à relevância do trabalho social iniciado pelo pastor capelão, o vereador Hélio Ferreira propôs à Câmara Municipal a outorga do Título de Cidadão de Salvador ao juazeirense que hoje reside em Salvador. A entrega da honraria aconteceu na noite desta quinta-feira (7), em sessão solene no Plenário Cosme de Farias.
“É um trabalho educativo que resgata crianças e adolescentes em situação de risco, desenvolvido por uma instituição de grande representatividade em todo país. Tenho plena certeza que esse título fará com que ele continue lutando ainda mais pelos soteropolitanos que precisam de sua ajuda para manter-se longe das drogas”, disse Hélio Ferreira. A entrega do título foi feita pela esposa do homenageado, a major PM Cineide Lopes, que também cantou um hino de louvor.
“O pastor capelão tem um compromisso com o trabalho social. Fazemos votos que ele encontre sempre apoio para continuar desenvolvendo essa ação de grande relevância social e que faz tanta diferença na vida desses jovens”, destacou a vereadora Marta Rodrigues (PT), que também fez parte da mesa.
A Academia de Capelania é formada por 150 policiais militares, bombeiros militares, fuzileiros navais e oficiais do Exército, da ativa e reserva. A Academia resgata crianças e adolescentes de 8 a 17 anos das drogas e faz um trabalho educacional na sua sede no município de Acajutiba. A entidade é mantida com recursos próprios, doações e também por meio de convênio com a prefeitura local.

Motivação

“Durante os anos na PM eu vi nas ruas que muitos jovens cedem às drogas e ao tráfico porque não têm amparo familiar e social. Entendi que se fizéssemos um trabalho de formação com esses jovens eles não chegariam à criminalidade e à dependência. Nosso objetivo é por meio da Bíblia mostrar a esses jovens o valor do ser humano e da vida”, destacou o homenageado.
O diretor da Polícia Comunitária de Salvador, o tenente-coronel Pacheco, ressaltou a importância da Academia de Capelania. “Eu a vejo como uma iniciativa de valor, cujo foco é o jovem na faixa etária mais vulnerável aos riscos das drogas e do tráfico. O que essa entidade faz é um trabalho de prevenção em segurança pública”, disse o diretor.
Diretor da Academia, o tenente PM Alexandre Souza, ingressou na entidade ao ver os resultados junto aos jovens assistidos. “O efeito na vida dos jovens é extraordinário. Por meio da palavra de Deus e educação a Academia os transforma. Os jovens vêm de todo país para nossa sede e saem de lá com uma nova perspectiva”, destacou.
O pastor capelão Pinheiro nasceu em 27 de agosto de 1956, em Juazeiro. Filho de Joselito Pinheiro e Mariana Barros dos Santos, tem 13 irmãos. Ele ocupa também o cargo de diretor regional da Academia Brasileira de Psicopedagogia e Psicanalise (ABRAPP-BA) e presidente nacional do Instituto Brasileiro de Proteção Ambiental (IBRAPA).
A mesa da sessão solene contou também com a participação do major PM Sérgio Costa e dos vereadores de Simões Filho, Cleiton Alves (SD), Everaldo da Silva (PRP) e Elimário Santos Silva (PSDB).
 

Fonte da notícia: Secom

Câmara

Agenda

Biblioteca

Centro de Cultura

Gestão da Qualidade

Marcas e Manual

Presidência

Transparência

Concurso público

Despesas viagem

Frequencia de vereadores

Leis Municipais

Prestação de contas

Processos Licitatórios