Palavra do Ouvidor

Aleluia Rebouças de Castro

Ouvidora da Superintendência de Ordenamento e Uso do Solo do Município (SUCOM).

Tem 35 anos de experiência na Sucom. Foi coordenadora da Central de Atendimento, de alguns convênios, como a Junta Comercial. Em 2013, foi convidada para assumir a Ouvidoria do órgão.

Como funciona a ouvidoria da Sucom?

Aleluia Castro: A Sucom funciona das 08h às 18h, sendo o atendimento ao público das 09h às 17h. São registradas as manifestações presenciais, quando cidadão nos procura para fazer a sua reclamação. Recebemos também as denuncias através dos telefones 2201-6681 / 2201-6967. A equipe da ouvidoria tem a ouvidora Titular e 4 técnicas. Nós temos um sistema próprio, específico e utilizado para o atendimento presencial.

Quantas demandas em média vocês recebem por dia ou por mês?

AC: Por dia varia de 15 a 20 manifestações. No mês passado, por exemplo, registramos 252 demandas, dentre elas, reclamações, solicitações, má conduta de servidor, solicitações, reconsiderarão de despacho. Geralmente, as manifestações que chegam são de construção irregular, por causa do desordenamento da nossa cidade. Não tem muito demanda especifica. Poluição sonora também tem muitas reclamações.

Qual o tempo médio de resposta para a população?

AC: Nosso prazo é de 10 dias.

Além do atendimento, que outras atividades vocês desempenham?

AC: A Sucom é um órgão fiscalizador, nós fiscalizamos e também liberamos os alvarás. É um órgão de fiscalização da prefeitura. Também fazemos um trabalho integrado. Por exemplo, somos ligados à Ouvidoria Geral do Município (OGM).

Qual deve ser o perfil de um bom ouvidor e de um profissional de uma ouvidoria?

AC: É aquele ouvidor que ouve, fortalece os direitos humanos do cidadão, tem formação personalizada, acolhe o cidadão e dá o retorno a sua solicitação, as suas demandas. Eu acho que isso é um bom ouvidor. Ele tem que conhecer todo o órgão onde trabalha. Se ele não conhecer, não vai ter informações personalizadas. Isso é muito importante, que seja uma pessoa que conheça o sistema.

Como se sente, trabalhando como ouvidora de uma autarquia como a Sucom?

Fui convidada recentemente para trabalhar na Ouvidoria. Tenho uma vida na Sucom. Fomos o primeiro órgão a alfabetizar os funcionários. Gosto muito do faço, meu trabalho é voltado ao atendimento ao público. Fiz vários cursos, como por exemplo, de LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) e atendimento ao público. Tento acolher o cidadão da melhor maneira possível, tento dar a resposta das demandas ao máximo. Ajudando sempre.

A Ouvidoria da Sucom funciona na sede do órgão, na Av. Antônio Carlos Magalhães, nº 3244 - Edf. Empresarial Thomé de Souza - Iguatemi. O atendimento no local é feito de segunda a sexta, das 9h as 17h. Você pode também ligar para 2201-6681 ou 2201-6690. Ou fazer sua manifestação pelo Salvador Atende, pelo número 156. Se for denúncia de publicidade irregular, pode também enviar um e-mail para sucompublicidadeilegal@salvador.ba.gov.br. Mais informações no site www.sucom.ba.gov.br.

(Entrevista feita por Flávia Porto em 03.10.2013)

Câmara

Agenda

Biblioteca

Centro de Cultura

Gestão da Qualidade

Marcas e Manual

Presidência

Transparência

Concurso público

Despesas viagem

Frequencia de vereadores

Leis Municipais

Prestação de contas

Processos Licitatórios