NOTÍCIAS
19/09/2013 17:23:45
Imprimir
Crédito: Valdemiro Lopes

Líder comunitário de Valéria aponta problemas do bairro

Na Tribuna Popular, Antônio Mário dos Santos pediu apoio dos vereadores junto ao Executivo
Valdemiro Lopes

Os principais problemas do bairro de Valéria foram apontados pelo líder comunitário Antônio Mário dos Santos, da Associação dos Moradores de Valéria, da Tribuna Popular da Câmara Municipal de Salvador, na sessão ordinária de segunda-feira (16). Segundo ele, que pediu o apoio dos vereadores junto ao Executivo para que as reivindicações sejam encaminhadas, a região compreende cerca de 100 mil habitantes, representando a quarta maior arrecadação de impostos da capital.
A falta do atendimento de emergência no posto médico foi citada como uma das maiores deficiências, obrigando os moradores a se deslocarem para outros bairros em busca de socorro. “Só tem uma ambulância, que nunca está disponível para a comunidade. A UPA (Unidade de Pronto Atendimento), que está sendo construída desde a gestão passada e o prefeito ACM Neto prometeu concluir logo, até agora não ficou pronta”, protestou Antônio Mário.
O serviço de transporte público em Valéria foi classificado como precário, com poucas linhas de ônibus e falta de fiscalização. O líder comunitário reclamou também do péssimo estado do asfalto em praticamente todas as ruas do bairro: “O prefeito prometeu asfaltar e até agora nada, lá não temos nem passeio, nem meio-fio”.

Dramática

Comentando o tema da Tribuna Popular, o vereador Everaldo Augusto (PCdoB) disse que o bairro de Valéria pertence “a uma Salvador que não tem escola, asfalto, transporte...Conheço o transporte de lá e aquilo não é transporte de gente”. Hilton Coelho (PSOL) concordou e classificou a situação da região como dramática: “E o pior é que ninguém sabe pra onde foi o recurso designado para o asfaltamento das ruas do bairro”. O vereador e radialista Leandro Guerrilha (PSL) observou que os bairros periféricos de Salvador são esquecidos pelos poderes públicos, carecendo de todos os serviços públicos.
Para o vereador e ex-governador Waldir Pires (PT), Salvador precisa ser objeto de uma permanente busca por soluções inclusivas: “Esta Casa tem que se mobilizar para implantar a ideia de que o planejamento da cidade tem que ser pensado levando em conta os interesses do seu povo”.