NOTÍCIAS
29/11/2011 13:08:13
Imprimir
Crédito: Marivaldo Filho

Comunidade do Jardim das Margaridas cobra melhorias

Alfredo Mangueira intermediou o encontro com representantes da prefeitura
Marivaldo Filho

Moradores do Jardim das Margaridas estiveram frente a frente com representantes da Prefeitura Municipal de Salvador na noite desta segunda-feira (28), na Associação de Moradores do bairro. No encontro intermediado pelo vereador Alfredo Mangueira (PMDB), a população cobrou dos órgãos do Executivo Municipal mais linhas de ônibus, limpeza das ruas, melhorias na iluminação e dragagem do canal do Rio Ipitanga. Todas as reivindicações foram entregues aos representantes da prefeitura em forma de ofício.
“Muitas vezes, demoramos mais de uma hora nos pontos para conseguir pegar ônibus. A questão do transporte precisa melhorar muito. Espero que, com a vinda dos órgãos públicos até a nossa comunidade, nossos problemas sejam, enfim, resolvidos”, afirmou o presidente da Associação de Moradores do Jardim das Margaridas, Dilson Barbosa.
O representante do conselho fiscal da associação de moradores, José Guilhermino, também ressalta a importância da dragagem do Rio Ipitanga e do Riacho das Margaridas “para prevenir enchentes e consequentes problemas para a comunidade”.

Garantias

A população recebeu promessas dos representantes do Executivo. Com relação à iluminação. O secretário Municipal de Serviços Públicos (Sesp), Marcelo Abreu, garantiu que, nos primeiros dias janeiro, os reparos começarão a ser realizados. “É um compromisso que estou assumindo com esses moradores”, declarou.
Sobre a dragagem do rio, o superintendente da Sucop, Sóstenes Macêdo, explicou a dificuldade da execução em alguns trechos por causa das construções irregulares de casas próximas ao canal, o que impede a entrada das máquinas. Depois que os moradores apontaram um trecho por onde é possível a entrada dos equipamentos, Sóstenes também garantiu: “A limpeza será feita em todos os locais que as máquinas consigam passar”.
O superintendente fez questão de frisar, também, que, mesmo o Jardim das Margaridas estando bem longe do centro da cidade, “não há nenhum buraco nas vias da comunidade”.
O superintendente de Transalvador, Alberto Gordilho, informou que estudos já estão sendo feitos no sentido de aumentar o número de vias no bairro e pediu o prazo máximo de dez dias para dar uma resposta para a comunidade.
A representante da Superintendência de Controle e Ordenamento do Uso do (Sucom), Ana Kelly, também se comprometeu a passar todas as informações sobre invasões no local para o titular, Cláudio Silva.
Satisfeito o resultado do encontro, o vereador Alfredo Mangueira afirmou que espera que os problemas da comunidade sejam definitivamente resolvidos. “Esse diálogo da população com os órgãos do Poder Executivo é muito importante. Fiz essa ponte e espero que os frutos sejam positivos”, disse Mangueira.