Frequência de Vereadores

Voltar

Conforme decisão da Mesa Executiva, quinzenalmente é divulgada a frequência dos vereadores nas sessões ordinárias, realizadas às segundas, terças e quartas-feiras. A tabela identifica presença, ausência e licença dos vereadores.

Data: 27/09/2017
Vereador Partido Presença Ausência Licença
Aladilce Souza PC do B X
Alexandre Aleluia DEM X
Alfredo Mangueira PMDB X
Ana Rita Tavares PMB X
Atanázio Júlio PSDB X
Beca PPS X
Carlos Muniz Podemos X
Cátia Rodrigues PHS X
Cezar Leite PSDB X
Daniel Rios PMDB X
Duda Sanches DEM X
Edvaldo Brito PSD X
Felipe Lucas PMDB X
Helio Ferreira PC do B X
Henrique Carballal PV X
Hilton Coelho PSOL X
Igor Kannário PHS X
Ireuda Silva PRB X
Isnard Araújo PHS X
J. Carlos Filho SD X
Joceval Rodrigues PPS X
José Trindade PSL X
Kiki Bispo PTB X
Leo Prates DEM X
Lorena Brandão PSC X
Luiz Carlos PRB X
Marcelle Moraes PV X
Marta Rodrigues PT X
Maurício Trindade DEM X
Moisés Rocha PT X Licença II
Odiosvaldo Vigas PDT X
Orlando Palhinha DEM X
Paulo Magalhães Júnior PV X
Ricardo Almeida PSC X
Rogéria Santos PRB X
Sabá PV X
Sidninho Podemos X
Sílvio Humberto PSB X
Suíca PT X
Teo Senna PHS X
Tiago Correia PSDB X
Toinho Carolino Podemos X
Vado DEM X
TIPOS DE LICENÇA

Art. 17. O Vereador poderá licenciar-se:
I - para desempenhar funções de Ministro de Estado, Secretário de Estado, Secretário do Município da Cidade de Salvador, Superintendente, Diretor-Presidente e Presidente de autarquias, empresas públicas e de sociedade de economia mista da União, dos Estados e do Município da Cidade de Salvador, incluindo a assunção de cargos eletivos de suplência e/ou por decisão judicial provisória, enquanto perdurar esta condição;
II - para tratamento de saúde, mediante atestado médico; nos pedidos de licença para período igual ou superior a 30 (trinta) dias, o atestado deverá ser fornecido por médico, no formulário aprovado pelo CREMEB – Conselho Regional de Medicina;
III - para desempenhar missões temporárias de caráter cultural, religioso, associativo ou de interesse do Município e participar de congressos ou missões diplomáticas ou de atividades oficiais, dentro ou fora do território do Município, e participar de atos inerentes ao exercício do mandato;
IV - para tratar de interesse particular, por prazo determinado e sem remuneração, desde que não ultrapasse 120 (cento e vinte) dias por Sessão Legislativa;
V – como gestante, adotante ou guardião judicial, conforme legislação federal vigente, por 180 (cento e oitenta) dias, remunerados, sem convocação de Suplente, sendo 30 (trinta) dias antes e 150 (cento e cinquenta) dias depois do parto, em caso de gestação;
VI – por motivo de doença em pessoa da família, conforme art.127 da Lei Complementar nº 01, de 15 de março de 1991, do Município da Cidade de Salvador."